Você tem sido o profissional que a empresa deseja pagar?

Contratar pelo currículo foi uma prática muito comum durante muito tempo em todas as empresas. Acreditava-se que a partir dele conseguiríamos informações suficientes a respeito das competências dos candidatos. Hoje, a metodologia e, principalmente, o foco, mudaram.

“As empresas investem para identificar características da personalidade e do comportamento dos candidatos, que contribuirão para sua melhor adaptação e desempenho no cargo. Isso porquê antes contratava-se pelo currículo e demitia-se pelo comportamento.” (Alexsander Oliveira)

Em 2018, a Catho publicou uma pesquisa que revela que o maior entrave na contratação de jovens é o comportamento inadequado deles (48%), que supera a falta de qualificação (25%) e de experiência (16%). A mesma pesquisa apontou que os jovens acreditam que a falta de oportunidade (75%) é o maior desafio na busca por um emprego, seguido por falta de experiência (48%) e, menos importante, o comportamento (1%).

Algumas características são amplamente procuradas nos candidatos e sua ausência pode fazer com que o candidato sinta dificuldades em se adequar ao mercado e mesmo não consiga identificar-se com alguma empresa. Dentre as características mais procuradas citamos:

  1. Proatividade: capacidade de iniciar uma atividade sem necessitar de comando;
  2. Comunicação: comunicar-se de forma clara e objetiva e ouvir com atenção e empatia;
  3. Flexibilidade: adaptar-se às mudanças bruscas que o mundo moderno exige;
  4. Resolutividade: resolver problemas com desenvoltura e segurança;
  5. Foco: concentração na atividade desenvolvida para entrega de resultados;
  6. Liderança: capacidade de gerar confiança, influenciar e conduzir pessoas;
  7. Resiliência: tolerância às frustrações e as pressões do dia-a-dia;
  8. Trabalho em equipe: capacidade de lidar com diferentes pessoas para o mesmo objetivo.

Em uma escala de 0 a 10, qual nota (sincera e justa) você se daria para cada um dos comportamentos citados?

Adeus a forma antiga de se contratar.

“O Grupo Psiquê atua no Recrutamento e Seleção de Pessoas para empresas de todo Estado do Mato Grosso e, para identificar estes comportamentos, utilizamos vários instrumentos como: testes psicológicos, simulações, dinâmicas de grupo, provas gerais, entrevistas pessoais e até mesmo examinamos o comportamento dos candidatos nas redes sociais.” (Alisson Lins)

Em resumo, há vagas no mercado de trabalho para aqueles que desejam atuar. O impedimento, na visão das empresas é o comportamento inadequado dos candidatos e, na visão dos candidatos, a falta de oportunidade e exigência de experiência das empresas.

Dica do Grupo Psiquê:

Para as empresas: arrisquem mais ao contratar candidatos sem experiência para algumas funções.

Foco na avaliação de seu comportamento. Muitas vezes, o que ele espera é a oportunidade ideal para dar o seu melhor na carreira.

Para os candidatos: se comportamento é um problema, ele também pode ser a solução para você.

Avalie-se, constantemente, e busque melhorias. De acordo com os comportamentos que citamos, sinceramente, o quanto você é empregável no mercado de trabalho?

 



Author: Psiquê
Soluções inteligentes em Gestão de Pessoas

Deixe uma resposta